História do Clube

1989 — 2001

Na sequência de trabalho em meio escolar, de 1989 a 2001, e após o reconhecido sucesso do Clube no Programa da Oceanofilia da Expo 98, os seus fundadores (Professores António Pedro Afonso dos Santos, Arminda Afonso dos Santos e Maria Teresa Fernandes) tomaram, em 2001, a iniciativa de inscrever este Clube como clube de praticantes sob a designação de “Clube do Mar Costa do Sol”.

2006

Em 2006, o entendimento que os seus fundadores tinham do fenómeno desportivo e a necessidade de valorizar fatores relevantes para o processo de crescimento e qualificação do projeto, nomeadamente aceder aos quadros competitivos e programas de formação federativos, determinou a formalização de uma associação denominada “Clube do Mar Costa do Sol –CMCS.

Entretanto, esta, filiou-se nas Federações Portuguesas de Canoagem e de Vela, na Associação Regional de Vela do Centro e no Forum Permanente do Mar, registou-se no Governo Civil de Lisboa e obteve o Alvará nº 373 do IPDJ.


2007

Desde 2007 tomou iniciativas no sentido de encontrar solução para a situação que mais constrange o seu desenvolvimento – SEDE (processo inscrito no Plano Integrado da Rede de Infraestruturas de Apoio à Náutica de Recreio no Estuário do Tejo – Terrapleno de Algés).

Não dispondo este Clube de instalações próprias a Direção tem estabelecido enriquecedoras plataformas colaborativas, conseguindo articular interesses e serviços, concretizar um significativo e gradual investimento ao nível do apetrechamento, obter o envolvimento consciente e solidário dos associados e famílias. Estes fatores permitiram que o CMCS seja hoje um clube náutico de referência Nacional, na Área da Grande Lisboa (AML) e no Concelho de Oeiras.

2012

A Presidência do Conselho de Ministros, reconheceu que esta Associação tem promovido a qualificação da atividade náutica com programas diversificados regulares e resultados desportivos relevantes, a nível nacional e internacional, atribuiu-lhe em 2012 o Estatuto de Utilidade Publica.